VASILHAS DOS VIZINHOS

Muitas vezes, necessitamos, em nossa vida, tomar a atitude de pedir as vasilhas dos nossos vizinhos emprestadas para que o milagre da multiplicação do azeite possa acontecer. Deixa eu lhe explicar melhor quando isto aconteceu, segundo a Bíblia, e que lições podemos tirar desta bela História do Antigo Testamento:
“E uma mulher, das mulheres dos filhos dos profetas, clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que o teu servo temia ao SENHOR; e veio o credor, para levar os meus dois filhos para serem servos. E Eliseu lhe disse: Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite. Então disse ele: Vai, pede emprestadas, de todos os teus vizinhos, vasilhas vazias, não poucas. Então entra, e fecha a porta sobre ti, e sobre teus filhos, e deita o azeite em todas aquelas vasilhas, e põe à parte a que estiver cheia. Partiu, pois, dele, e fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; e eles lhe traziam as vasilhas, e ela as enchia. E sucedeu que, cheias que foram as vasilhas, disse a seu filho: Traze-me ainda uma vasilha. Porém ele lhe disse: Não há mais vasilha alguma. Então o azeite parou. Então veio ela, e o fez saber ao homem de Deus; e disse ele: Vai, vende o azeite, e paga a tua dívida; e tu e teus filhos vivei do resto”. (II Reis 4. 1-7)
Aquela mulher estava em uma situação difícil e a saída para ela foi obedecer o comando de buscar emprestada junto aos vizinhos vasilhas vazias. Quando você vai a uma sala de aula, faz um curso, você está recebendo instruções daqueles que já possuem algo e diante deste algo que possuem você consagra ao Senhor e coloca em ação e a provisão se manifesta, você pode vender o óleo e viver do mesmo. Muitas vezes aconselhei membros da minha igreja, que estavam querendo abrir uma empresa, a buscar apoio, dicas, instruções em instituições especializadas – como o SEBRAE, por exemplo. Isso é nos nossos dias buscar as vasilhas com os vizinhos. Isso é prova de humildade, reconhecer que necessita aprender, receber instruções… outras vezes dei este mesmo conselho no sentido de cristãos proprietários de empresas que estavam em falência buscarem uma consultoria especializada para que saíssem daquela situação de calamidade. E foi o que aconteceu!
Vejo jovens que muitas vezes estão se privando do casamento no Senhor porque ainda não tem a casa própria, e ficam caminhando numa linha muito perigosa estendendo seu namoro ou noivado por anos, pois dizem: “Só me caso depois que tiver minha casa própria”. Os anos passam e nada acontece! Sei que é maravilhoso para aqueles que têm condições de casar já com sua residência própria, porém vão existir casos, e, diga-se de passagem, que estes não são poucos, que o aluguel do imóvel é o buscar a vasilha do outro para haver multiplicação. O mesmo se aplica para os casos de pessoas que querem abrir sua empresa, mas não tem sua sede própria. Busque a vasilha dos vizinhos debaixo de uma direção do Espírito e certamente o óleo não faltará se multiplicará e você irá vender e viver dele.
Em tempos difíceis muitas vezes seremos incentivados pelo Senhor a buscar vasilhas. Perceba que não se trata de vivermos uma vida de dependência financeira de pessoas e sim de buscar dar passos de ousadia e sabedoria pois a Palavra diz: “Eu, a sabedoria, moro com a prudência, e tenho o conhecimento que vem do bom senso” (Provérbios 8.12). Reconheça seus talentos, sua missão, busque aperfeiçoamento e mãos a obra…você vai avançar muito no plano de Deus e desfrutar mesmo do melhor desta terra.

Posted in Reflexões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *