QUER FALAR EM PÚBLICO?

Hoje quero trazer um tema importante para aqueles que desejam falar em público corretamente.
1. TREINE MUITO
Quanto mais nos esmeramos e treinamos, melhor ficamos. As primeiras ministrações de muitos que hoje são considerados grandes homens de Deus não foram tão boas, em muitos aspectos, mas uma coisa não podemos esquecer: não nascemos sabendo! Por isso, incentivo você a treinar.
Treine em casa, treine em frente ao espelho e, se possível,pegue um celular ou um gravador, filme e/ou grave o áudio da sua mensagem. Quando tiver uma oportunidade na igreja,filme ou grave para que você, posteriormente, se avalie e,consequentemente,melhore.
Algumas pessoas não têm o hábito de se ouvir, pois alegam que não gostam da própria voz. Quero compartilhar algo com você:grandes comunicadores, no seu início, também não gostavam da sua voz, e não são poucos. Você não é o(a) único(a). Ouvir-se e/ou se ver é fundamental para o aperfeiçoamento como orador, passando a perceber detalhes importantes do seu desempenho no altar.
Por exemplo: um sotaque acentuado,repetição de expressões, erros de concordância e de pronúncia, intensidade e ritmo da fala, dinâmica na comunicação e uso do silêncio. Além disso, você pode fazer uma avaliação dos aspectos de conteúdo, criatividade e argumentação dentro da ministração.É se vendo que você vai perceber se sua movimentação está exagerada ou não, se sua roupa está adequadamente escolhida e ajustada para a ocasião,cabelo, sapato ou se tem mais coisas causando ruídos na comunicação.
Assim, posso assegurar que o hábito de se ouvir e/ou ver fará uma grande diferença na sua comunicação.
2. SEJA VOCÊ
Não queira imitar outros pregadores, mas seja você mesmo. Muitas pessoas tem problemas coma autoaceitação, sendo, na maioria das vezes,mais fácil parecer com quem já sabidamente é aceito pela audiência e é aí onde muitos erram,passando a ser cópias, quando, na verdade, Deus criou cada um de nós com um jeito único de ser, para o louvor de Sua glória. Precisamos ter claro, em nosso coração, que dificilmenteagradaremos, sempre, 100% do auditório. As pessoas irão se identificar com a nossa linguagem e o nosso jeito de ser, quando começarmos a nos assumir pessoalmente e publicamente.
3. CUIDADO COM A AUTOPROMOÇÃO
Tenha cuidado para não falar muito de você mesmo.Um perigo para um orador está naautopromoção ou no fatodele estar sempre se exaltando diante das pessoas. Isto podedespertar a antipatia delas. Faça sua parte em Deus e você teráa promoção do Alto.Outra questão é que, quando você for transmitir algum exemplo pessoal, que só você esteve envolvido,cite-o em primeira pessoa (eu). Pregadores costumam utilizar o nós,quando estavam em uma situação sozinhos e isto não é correto do ponto de vista gramatical.
Trechos extraídos do Livro: Vou Ministrar a Palavra. E agora?

Posted in Reflexões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *